John Pilger: O processo de extradição de Julian Assange é ‘uma charada’

Greg Wilpert    09.Nov.19

Em entrevista a The Real News Network, John Pilger comenta a forma como vem sendo conduzido no Reino Unido o processo de extradição para os EUA de Julian Assange, e a forma vergonhosa como grandes media – que se aproveitaram de forma muito lucrativa do seu trabalho jornalístico – agora ignoram este processo inteiramente arbitrário e o atacam.

Odiario
Odiario

The Caliph, um filme da CIA entre ficção e realidade

Manlio Dinucci    08.Nov.19

Trump, tal como Obama e Hillary Clinton antes dele, assiste no Situation Room da Casa Branca à eliminação de ex-aliados tornados incómodos. Foi assim com Bin Laden como agora com al Baghdadi. O acontecimento pouco difere da programação habitual de um canal de entretenimento EUA, com os seus heróis e os seus vilões. Neste caso, os principais vilões são os que estão na assistência.

Odiario
Odiario

O Nobel e o fel

Jorge Seabra    06.Nov.19

A atribuição do Prémio Nobel da Literatura a Peter Handke fez reactivar o rancor dos que lhe dedicam um ódio especial. De todos os que deram cobertura à agressão imperialista contra a Iugoslávia, de todos os que fizeram suas as falsidades com que essa sucessão de crimes foi justificada. Um grande escritor que é também um homem corajoso e vertical.

Odiario
Odiario

Chile: 13ª jornada de levantamento popular: Piñera range

Andrés Figueroa Cornejo    05.Nov.19

O levantamento em massa do povo chileno deve ser acompanhado com todo o interesse e toda a solidariedade. Enfrenta um poder cujas forças repressivas são em muitos casos oriundas do Chile de Pinochet, e cuja violência causou já dezenas de mortos e centenas de feridos. As manobras dilatórias de Sebastián Piñera não só não obtiveram qualquer resultado como acrescentaram uma nova palavra de ordem: “Fora com Piñera!”

Odiario
Odiario

O despertar dos povos

José Goulão    04.Nov.19

«Multiplicam-se os focos de contestação popular em zonas diversificadas do mundo. Mas será um erro avaliá-los segundo uma bitola única, além de ser profundamente desaconselhável deixar-nos conduzir pelos conteúdos e sistematizações que brotam da comunicação social dominante.»

Odiario
Odiario

Agonia e morte do neoliberalismo na América Latina

Atílio A. Boron    02.Nov.19

As extraordinárias movimentações de massas verificadas no Equador e agora no Chile inserem-se numa generalizada rejeição popular pela barbárie neoliberal, expressão extrema da barbárie capitalista. Barbárie que impregna todas as dimensões da vida social, económica e política de forma de tal modo intolerável que povos inteiros se levantam contra ela. Como este texto acertadamente conclui, o colapso de neoliberalismo não significará o fim do capitalismo. Mas o heroico levantamento popular chileno, no país-modelo da “Escola de Chicago”, mostra como a História está muito longe de ter chegado ao fim.

Odiario
Odiario

A Rússia e a autodeterminação dos curdos em 26 notas

Nazanín Armanian    01.Nov.19

Uma interessante ficha de leitura de um complexo processo, inserido em processos regionais e globais ainda mais complexos e perigosos. De momento o que parece é que a intervenção russa marcou pontos. O que não garante de forma alguma que se esteja mais próximo de qualquer solução, quanto mais não seja porque uma das ramificações da questão poderá passar pelo que venha a suceder a Trump.

Odiario
Odiario

Rússia-África “Visão compartilhada 2030”: Alternativa à pilhagem neocolonial

Matthew Ehret    31.Oct.19

Mesmo que não se subscrevam algumas das apreciações feitas neste texto, aquilo que ele valoriza é importante, na medida em que pesa numa alteração da correlação de forças mundial. A Rússia actual nada tem a ver com a URSS. Mas na sua relação com África transporta o crédito da longa solidariedade soviética com os povos em luta pela libertação nacional.

Odiario
Odiario

A reserva de soberania e o futuro de Portugal

João Ferreira do Amaral    30.Oct.19

A União Europeia não é um mero prosseguimento da CEE sob outro nome. A UE é algo de novo e o seu estabelecimento em 1992, com a ratificação do tratado de Maastricht, representou um corte em relação ao que tinha sido até aí a evolução da integração europeia ocidental pós-II Guerra Mundial. As instituições europeias seguiram o caminho de prosseguir o alargamento dos mercados e de forçar uma suposta adaptação à globalização transferindo todo o impacte desta sobre o factor trabalho, seja a nível dos salários e direitos sociais, seja ao nível do emprego.

Odiario
Odiario

É agora inquestionável que vivemos sob uma ditadura: o caso Assange

Eric Zuesse    29.Oct.19

A perseguição dos EUA contra Julian Assange revela bem o que resta do “Estado de Direito” burguês. Não há arbitrariedade, violência ou crime que não tenha sido cometido, seja pelos EUA seja pelos seus Estados lacaios. E agora o que está em marcha para Assange é idêntico ao que aconteceu a Milosevic: um “problema de saúde” que arrumará de vez o problema.

Odiario
Odiario

Spain is different

Manuel Loff    28.Oct.19

A expressão era da propaganda turística do franquismo nos anos 1960. A remobilização furibunda do nacionalismo espanhol e a forma como aparelho judicial e Governo têm lidado com o caso catalão fazem com que a Espanha volte a ser diferente — se é que alguma vez deixou de o ser.

Odiario
Odiario

A ofensiva turca e o quebra-cabeças na Síria

José Goulão    26.Oct.19

A invasão turca de território sírio prossegue, agora com um “cessar-fogo” que, na prática, consagra a ocupação. É necessário procurar fazer o ponto da situação, embora haja aspectos que constituem uma constante, como em primeiro lugar a permanente e desavergonhada duplicidade e papel chave da actuação dos EUA. Que “saíra” da Síria, e oito dias depois envia mais tropas e mais armamento pesado a esse país ocupado.

Odiario
Odiario